Presidente do Eurogrupo considera improvável que decisão definitiva sobre a Grécia saia hoje

Reunião será nesta tarde; Juncker espera que acordo sobre ajuda financeira para a Grécia seja concluído ‘o quanto antes’

Sergio Caldas, da Agência Estado ,

12 de novembro de 2012 | 10h32

BRUXELAS - O presidente do conjunto de ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo), Jean-Claude Juncker, disse nesta segunda-feira que não espera uma decisão "definitiva" sobre a questão da Grécia na reunião que o grupo fará mais tarde, mas comentou que Atenas está no processo de cumprir seus compromissos e que espera que um acordo para o desembolso da próxima tranche de ajuda financeira ao país seja fechado "o quanto antes". A previsão é que a reunião tenha início às 14h (de Brasília).

Segundo Juncker, o Eurogrupo recebeu durante a madrugada um documento sobre a Grécia dos credores internacionais do país e o discutirão no encontro de hoje, em Bruxelas.

A conclusão do relatório sobre o progresso da Grécia no cumprimento das metas de seu pacote de ajuda pela troica de credores, que inclui o Fundo Monetário Internacional (FMI), a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu (BCE), é uma precondição para que Atenas receba mais auxílio financeiro, crucial para que o país evite declarar moratória.

Autoridades da zona do euro dizem que, assim que receberem o relatório da troica e a análise sobre a sustentabilidade da dívida grega pelo FMI, poderá haver uma rápida decisão sobre o próximo empréstimo à Grécia.

A troica, no entanto, ainda não chegou a um entendimento de como providenciar financiamento extra para a Grécia cobrir seu déficit fiscal até 2014 e, possivelmente, estender o programa de ajuda do país em dois anos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.