Presidente do Eurogrupo, Juncker diz que deixará cargo em meados deste ano

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, é visto como um dos principais candidatos para substituí-lo

Álvaro Campos, da Agência Estado,

18 de abril de 2012 | 10h11

O presidente do grupo de ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo), Jean-Claude Juncker, disse que deixará o cargo em meados deste ano, segundo noticiou o jornal alemão Die Zeit. Juncker, que também é primeiro-ministro de Luxemburgo, contou ao periódico que vai manter a decisão que já tinha expressado várias vezes antes.

Ele tem repetidamente afirmado que não buscará outro mandato à frente do Eurogrupo, devido ao amplo volume de trabalho que tem e questões de saúde. O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, é visto como um dos principais candidatos para substituí-lo.

Comentando sobre a crise da dívida na Europa, Juncker criticou a Alemanha, que se apresenta como o modelo de austeridade a ser seguido. "Será que Berlim sabe que 17 dos 27 países da União Europeia têm uma dívida menor que a Alemanha? Os outros não entendem porque isso está sendo colocado como se a Alemanha fosse a boazinha, cercada por pequenos pecadores". As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
EurogrupoJuncker

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.