Presidente do Lloyds Banking Group anuncia aposentaria

O banco espera revelar um novo presidente antes da próxima reunião anual geral, neste mês 

Agência Estado,

13 de maio de 2013 | 12h46

O Lloyds Banking Group informou nesta segunda-feira, 13, que seu presidente, Winfried Bischoff, vai se aposentar do banco em maio do próximo ano. Lloyds, cujo governo do Reino Unido é acionista de 39% após um resgate durante a crise financeira, informou que a data exata da saída dele vai depender de quando seu sucessor for indicado. O banco espera revelar um novo presidente antes da próxima reunião anual geral, neste mês.

Bischoff, de 72 anos, assumiu o Lloyds em julho de 2009, no momento em que o banco lutava para conter grandes prejuízos decorrentes da aquisição do falido HBOS. Na época, Bischoff disse que ficaria como presidente por três ou quatro anos até o banco se reerguer. Ele supervisionou uma mudança gerencial no Lloyds, incluindo a indicação de Antonio Horta-Osorio como executivo-chefe em 2011 e uma reestruturação global de seus negócios.

O Lloyds mostrou sinais de melhor saúde financeira nos últimos meses. O banco informou mais cedo neste mês que teve um lucro líquido de 1,53 bilhão de libras (US$ 2,35 bilhões) nos primeiros três meses do ano, comparado com um prejuízo de 5 bilhões de libras no mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Lloyds Bankingpresidenteaposentaria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.