Previ receberá R$ 290 mi por venda de ações da Oi

A Previ informou que irá receber R$ 290 milhões pela venda de 2,6% no bloco de controle da Telemar Participações. A operação faz parte da reestruturação societária promovida pelos sócios do grupo Oi para permitir a entrada da Portugal Telecom. Com a venda, a fatia da fundação passou de 12,95% para 9,69% na Telemar Participações, como informa o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil.

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

27 de janeiro de 2011 | 15h17

A Previ destaca que a cifra obtida na operação representa um ganho em relação ao valor das ações da companhia na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). "O caso Oi - Portugal Telecom é um ótimo exemplo de uma operação onde todos ganham. (...) A Previ demonstrou toda a sua capacidade de articulação entre os vários atores envolvidos e saímos desse processo com a certeza de termos um ativo mais valorizado", afirmou, em nota, o presidente do fundo, Ricardo Flores.

O executivo destacou que mesmo com o desinvestimento, o fundo de pensão garantiu no acordo a manutenção de todos os seus atuais direitos como sócio, como a indicação de um representante para o conselho de administração e veto em questões relevantes. Segundo a Previ, a entrada da Portugal Telecom representa a ampliação da atuação da companhia no mercado internacional e um maior fôlego financeiro, o que possibilitará redução de dívida e também maiores investimentos no crescimento do grupo Oi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.