Previsão para dívida líquida no setor público em outubro é de 40,6% do PIB, diz Altamir

Para fazer as projeções, Altamir levou em conta o dólar a R$ 1,70 em outubro

Célia Froufe e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

29 de outubro de 2010 | 12h09

O chefe de departamento econômico do Banco Central, Altamir Lopes, apresentou há pouco as projeções para o setor público em outubro. De acordo com ele, a estimativa é de nova desaceleração da dívida líquida do setor público para 40,6% do Produto Interno Bruto (PIB). Para a dívida bruta, o BC conta com estabilidade da relação em 59,5%. Para fazer as projeções, Altamir levou em conta o dólar a R$ 1,70 em outubro.

Para o final do ano, as projeções são de 40% no caso da dívida líquida e de 60% em relação à dívida bruta. Para isso, leva-se em conta o cumprimento da meta de superávit primário de 3,3% do PIB. No período, o pagamento de juros corresponderá, pelos cálculos do BC, a 5,2% do PIB e déficit nominal de 1,9% do PIB. Ao final de dezembro, a expectativa é de dólar a R$ 1,75.

A taxa média de juros do ano usada como parâmetro é de 9,8%. O BC leva em conta ainda projeções de crescimento do PIB de 7,3%; IGP-DI, de 9,4%, e IPCA de 5,04%. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.