Previsão para PIB 2011 pode ser revista para baixo, diz Fazenda

Segundo o Ministério, revisão do resultado de 2009 levaria a ajustes nas projeções; desaceleração econômica e crise internacional também influenciariam

Daniela Amorim, da Agência Estado,

21 de novembro de 2011 | 18h13

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, disse nesta segunda-feira, 21, que a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2011, atualmente em 3,8%, pode ser revista para baixo. Barbosa justificou que a revisão do PIB de 2009, divulgado na semana passada pelo IBGE, mudaria a base de comparação que levaria a ajustes nas projeções. Além disso, a equipe econômica deve levar em consideração a desaceleração da economia e o cenário de crise internacional.

O secretário da Fazenda afirmou ainda que o PIB do terceiro trimestre de 2011 deve ficar em torno de 0%, mas que deve haver uma recuperação no quarto trimestre do ano.

Para 2012, Barbosa prevê PIB de, no mínimo, 4%. "Uma previsão de crescimento de 3,5% para o PIB no ano que vem seria pessimista em relação ao que temos já apontado", citou o secretário, lembrando que em 2012 estão previstos o aumento do salário mínimo, a elevação no investimento público, a desoneração do projeto do programa Brasil Maior e o impacto das reduções que já ocorreram na taxa Selic. Em 2012, disse ele, a meta é voltar o investimento público ao nível de 2010.

2009

O IBGE, na semana passada, divulgou revisão definitiva do PIB registrado em 2009, com retração de 0,3%, ante número anterior que apontava recuo de 0,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
fazendapibrevisãobrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.