Problemas de bancos da França são superestimados, diz BC francês

Presidente da autoridade monetária disse que está confiante de que as instituições financeiras do país serão capazes de resistir a calotes dentro da zona do euro

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

19 de outubro de 2011 | 17h11

Os problemas de financiamento enfrentados pelos bancos franceses têm sendo superestimados, declarou nesta quarta-feira, 19, Christian Noyer, presidente do Banco Central da França e membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE)

Noyer declarou-se "absolutamente confiante" em que os bancos franceses serão capazes de resistir a eventuais defaults soberanos dentro da zona do euro.

"Isso tem sido muito superestimado. A exposição dos bancos franceses à dívida soberana dos países da periferia da zona do euro totaliza algo em torno de € 60 bilhões", disse ele em entrevista ao Channel 4 News.

Ainda segundo Noyer, são os próprios bancos que terão que decidir se precisam ou não levantar mais capital.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BC francêsChristian Noyerbancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.