Procter & Gamble recomprará ações, e não visa novas aquisições

A Procter & Gamble não vê aquisições como parte central de seu forte plano de crescimento e começou a recomprar ações novamente, afirmou o vice-presidente financeiro Jon Moeller nesta sexta-feira.

REUTERS

20 de novembro de 2009 | 14h13

"Parece haver especulações contínuas... sobre o que a P&G pode comprar ou vender", disse Moeller durante apresentação nesta sexta-feira em conferência no Morgan Stanley.

Ele não falou especificamente se a P&G está tentando comprar os negócios europeus da Sara Lee.

A empresa está procurando um "nível" significativo de recompra de ações, segundo o executivo. Ainda assim, esse nível deve ficar abaixo dos 8 bilhões de dólares anuais mínimos exigidos para uma oferta antes da crise financeira, acrescentou.

(Reportagem de Jessica Wohl)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASPROCTERACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.