Produção da Petrobras em julho repete volume de junho

A produção de petróleo da Petrobrasno Brasil em julho foi de 1,867 milhão de barris diários,estável em relação a junho, informou a estatal nestaterça-feira. Segundo a Petrobras, considerando a produção total no paísno mês passado, incluindo gás, a empresa registrou um volumemédio de 2,195 milhões de barris/dia de óleo equivalente (boe),também estável na comparação com junho. Na comparação com julho do ano passado, a alta na produçãode petróleo e gás foi de 5 por cento. Em julho, a produção de petróleo da Petrobras no Brasilinterrompeu uma série de três meses de alta consecutiva, nomesmo mês em que os petroleiros realizaram greves, tentandoparar a produção. Maiores prejuízos com a paralisação dos trabalhadores foramevitados, com a estatal acionando seu plano de contingência. Mas no primeiro dia da greve, em 14 de julho, ospetroleiros da bacia de Campos, que produz 80 por cento dopetróleo do país, conseguiram diminuir a produção em 136 milbarris --a greve foi encerrada no início de agosto, depois deacordo entre a empresa e o sindicato [ID:nN04472055]. Em nota, a Petrobras não explicou a estabilidade daprodução no Brasil. Considerando a produção de petróleo e gás no exterior, aestatal registrou 2,42 milhões de boe/dia, também estável emrelação ao mês anterior. Mas o volume de julho representa umaalta de 3,9 por cento ao mesmo mês de 2007. Levando em conta apenas petróleo, a produção diária total(Brasil e exterior) chegou a 1,986 milhão de barris/dia,estável em relação a junho e um crescimento de 2,5 por centoante julho do ano passado. A produção internacional de petróleo e gás da estatal emjulho foi de 224,5 mil barris de óleo equivalente, com aumentode 3 por cento em relação a junho e queda de 5,7 por centosobre o mesmo mês de 2007. (Texto de Roberto Samora)

REUTERS

19 de agosto de 2008 | 16h21

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.