Produção da Petrobras no Brasil se mantém acima de 2 mi barris/dia

A produção de petróleo da Petrobras no Brasil ficou praticamente inalterada em outubro, em comparação a setembro, somando 2,001 milhões de barris diários em média, informou nesta terça-feira a estatal.

REUTERS

17 de novembro de 2009 | 17h08

Em setembro, havia ficado em 2,004 milhões de barris diários, quando superou pela primeira vez a marca mensal de 2 milhões.

A produção média de 2009 está em 1,967 milhão de barris diários, próxima à meta de 2,050 milhões de bpd estipulada para o ano, com faixa de tolerância adotada pela Petrobras entre 2 e 2,100 milhões de bpd.

Ao longo do mês de outubro, a diretoria de Exploração e Produção da empresa programou a manutenção preventiva de três plataformas: P-07 (campo de Bicudo), P-34 (campo de Jubarte) e FPSO-Cidade de Vitória (campo de Golfinho). As paradas reduziram a produção mensal em 13 mil bpd.

Somada à produção nacional de gás natural, a Petrobras totalizou em outubro 2,154 bilhões de barris de óleo equivalente por dia. Incluindo a produção internacional, o volume cresce para 2,573 milhões de boe diários, contra 2,572 milhões no mês anterior.

A produção média de gás natural, excluindo o volume liquefeito, foi de 50,9 milhões de metros cúbicos por dia, apenas 500 mil metros cúbicos por dia abaixo do realizado no mês de setembro 2009 (51,4 milhões).

No exterior, a empresa aumentou ligeiramente a produção na Nigéria --de 49 mil barris em setembro para 53 mil barris em outubro-- assim como elevou o resultado na Argentina, de 52 para 57 mil bpd no mês passado. No total, a Petrobras produziu 148,3 mil barris diários de petróleo fora do Brasil, incluindo ainda as operações na Bolívia, Colômbia, Equador, Estados Unidos e Peru.

Na Venezuela a produção de outubro não foi consolidada, mas a Petrobras estimou em 8,5 mil barris diários, um pouco menos do que os 9,4 mil bpd em setembro.

(Por Roberto Samora e Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.