Produção de aço na China surpreende e sobe no começo de agosto

A produção diária de aço na China cresceu 1,1 por cento entre o fim de julho e o começo de agosto, contrariando as previsões de pequena queda, depois que muitas siderúrgicas voltaram a produzir após um período de manutenções em meados de julho, disseram fontes da indústria.

Reuters

17 de agosto de 2012 | 07h44

O contínuo gargalo na produção e os estoques cheios vão moderar a alta no preço do aço no segundo semestre, quando geralmente o aumento das construções favorece a demanda.

A produção diária de aço bruto foi de 1,970 milhão de toneladas nos primeiros dez dias de agosto, ante 1,949 milhão entre 21 e 31 de julho, afirmou a consultoria Custeel.com, citando números da Associação de Ferro e Aço da China.

"O único motivo que vem à cabeça é que siderúrgicas retomaram a produção após a série de manutenções que houve em meados de julho", disse o analista Qiu Yuecheng, da Xiben New Line, plataforma de operações com aço em Xangai.

A alta na produção ocorreu apesar da demanda por aço continuar fraca desde o começo do ano, conforme a segunda maior economia do mundo cresce no ritmo mais lento em mais de três anos.

"Ainda não vi qualquer sinal de que os preços (de aço) vão se estabilizar, ainda há grande pressão de queda à frente", disse um operador em Pequim.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIACHINAPRODUCAODIARIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.