Produção de níquel da AngloAmerican sobe 48% no 1º tri

A Anglo American anunciou um aumento de 48% na produção de níquel no primeiro trimestre de 2014 ante ao mesmo período de 2013, para um total de 9.200 toneladas. O motivo para a alta expressiva, segundo a empresa, foi a parada para manutenção em uma das linhas da planta de Barro Alto (GO) durante o primeiro trimestre de 2013, o que diminuiu a base de comparação. Além disso, a parada anual para manutenção da planta de Niquelândia (GO) foi remarcada para o próximo trimestre. A expectativa de produção para 2014 continua entre 30.000 e 35.000 toneladas de níquel.

JOÃO BOSCO LACERDA, ESPECIAL PARA AE, Agencia Estado

25 de abril de 2014 | 19h56

Em relação a subprodutos de fosfato, a produção de fertilizantes, produto com maior volume de vendas entre os fosfatados, caiu 2%, de 273,200 toneladas no primeiro trimestre de 2013 para 267.200 toneladas no mesmo período de 2014. A produção de ácido fosfórico totalizou 53.800 toneladas, valor 31% menor que no primeiro trimestre de 2013. Já o volume produzido fosfato bicálcico - DCP (insumo para ração animal) caiu 17%, para 31.600 toneladas. A produção de nióbio manteve-se estável com relação ao primeiro trimestre de 2013, em 1.100 toneladas.

Tudo o que sabemos sobre:
AngloAmericanníquelprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.