Produção familiar de suínos com controle de qualidade

Plantel de suinocultores do Cinturão Verde de SP tem acompanhamento sanitário e nutricional do IB

Fernanda Yoneya, do Estadão,

10 de outubro de 2007 | 13h11

Estimular a produção de carne suína de qualidade. Este é o objetivo do projeto Criação de suínos saudáveis: uma alternativa para a agricultura familiar, coordenado pelo Instituto Biológico (IB), da Secretaria de Agricultura paulista.   O projeto, que selecionou áreas do Cinturão Verde paulista (Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã), cujo plantel é estimado em 50 mil animais, foi criado para incentivar os produtores familiares a mudarem do sistema informal de criação para um sistema controlado, sob os pontos de vista sanitário e nutricional.   "A idéia é a de que o produto seja uma fonte de renda e seguro para o consumo", diz a pesquisadora Josete Garcia Bersano, do Biológico. Segundo ela, embora a questão sanitária seja crucial, ela não é o foco do projeto. "O ideal é associar sanidade, nutrição e manejo."   O produtor Argemiro Barbosa de França, do Sítio Montezuma, em Francisco Morato, está na atividade há dez anos e, há cinco, participa do projeto. Tem 12 matrizes e 1 reprodutor. "Até a próxima cria nascer, no fim de novembro, aproveito para fazer a manutenção das instalações." Quanto à sanidade, é rigoroso. Só usa água potável, controla a vacinação, o galpão é mantido limpo e os dejetos, da esterqueira, viram adubo para a pastagem.   Para serem comercializados, os animais de França passam por exames de sangue e fezes e amostras da fossa também são analisadas. Baseado nas visitas técnicas e nos resultados dos exames sorológicos, o Biológico orienta o criador. "A maioria das propriedades já possui caixas de decantação e um produtor possui até biodigestor", diz Josete.   INFORMAÇÕES: IB, tel. (0--11) 5087-1701

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.