Produção industrial melhora no 2º semestre, diz Rosenberg

O resultado de abril, de alta de 1,8%, veio acima do teto das estimativas dos analistas

Beatriz Bulla, da Agência Estado,

04 de junho de 2013 | 10h17

O bom resultado da produção industrial no mês de abril coloca "um viés bastante positivo para o segundo trimestre", com alta expressiva de bens de capital sinalizando uma recuperação do setor e dos investimentos no início do ano, avalia a economista-chefe da Rosenberg & Associados, Thaís Zara.

Uma alta da produção industrial em janeiro (2,6%) veio seguida de um fevereiro fraco (-2,5%) e um março morno (0,8%), o que jogou para abril a expectativa sobre a esperada recuperação da indústria. Com alta de 1,8% na margem, o resultado do quarto mês do ano veio acima do teto das estimativas de analistas ouvidos pelo AE Projeções, que iam de 0,40% para 1,70%. A Rosenberg foi uma das casas que projetavam alta de 1,7%.

"Esta semana saem dados preliminares de maio, quando teremos uma ideia se esse ritmo se mantém, mas mesmo que haja uma devolução da forte alta de abril, provavelmente o segundo trimestre melhor para a indústria", disse Thaís.

Na comparação interanual, a alta de abril sobre o mesmo mês do ano passado foi de 8,4% na produção industrial. Em março, a análise interanual apontou queda de 3,6%. A economista explica que o mês de abril deste ano teve maior número de dias úteis do que em 2012 e, em março, ocorreu o contrário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.