Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Quatro meses após parar de voar, aérea Ita diz ter encontrado novo dono

Em comunicado a funcionários, presidente da companhia anunciou venda à consultoria Baufaker, com sede em Brasília 

Da Redação, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2022 | 00h08

Quase quatro meses após parar de operar, a companhia aérea Ita foi vendida, segundo o presidente da empresa, Adalberto Bogsan. Em comunicado enviado aos funcionários - que não recebem salários desde dezembro de 2021 -, o executivo afirmou que a Baufaker Consulting adquiriu a companhia.

"Após concretizar o negócio, o novo acionista concentra esforços na capitalização da empresa, na reorganização e manutenção do grupo de colaboradores e executivos", diz o texto. Ainda de acordo com o comunicado, os novos acionistas devem retomar negociações com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)  na próxima semana.

No fim do ano passado, quando a empresa parou de operar às véspera do feriado do Natal, causando transtornos em vários aeroportos brasileiros, a agência reguladora suspendeu o certificado de operador da companhia.

Com sede em Brasília, a Baufaker Consulting tem como sócia administradora Areta Honda Baufaker. Foi fundada em 2008, funciona em um coworking e tem como atividade principal a gestão empresarial, de acordo com informações do registro comercial da própria empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.