Queda na demanda por aço derruba lucro da CSN à metade

Resultado do primeiro trimestre deste ano ficou abaixo da previsão de analistas; receita líquida foi 19% menor

Reuters

14 de maio de 2009 | 07h12

O lucro líquido da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) caiu 52% no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2008, totalizando R$ 369 milhões.

 

A companhia, que sofreu com retração na demanda por aço no período, divulgou geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de R$ 681 milhões, queda de 47% na mesma comparação. A margem Ebitda da CSN foi de 28% no primeiro trimestre deste ano, ante 42% um ano antes.

 

A receita líquida ficou em R$ 2,444 bilhões, 19% inferior ao verificado nos três primeiros meses do ano passado, e o lucro bruto passou de R$ 1,223 bilhão para R$ 802 milhões, com queda de 34%. A dívida líquida da companhia caiu 41%, para R$ 2,814 bilhões.

 

Analistas consultados pela Reuters esperavam em média lucro líquido de R$ 542 milhões e Ebitda de R$ 1,023 bilhão ao final dos três primeiros meses do ano.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIACSNRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.