Queda na sobretaxa do suco de laranja é inócua, diz Cutrale

Diretor corporativo da companhia disse que decisão 'não vai mudar nada, porque não vai gerar demanda'

Gustavo Porto, da Agência Estado,

17 de junho de 2011 | 18h47

O diretor corporativo da Cutrale, Carlos Viacava, considerou "inócua" a decisão dos Estados Unidos, anunciada nesta sexta-feira, 17, de não recorrer à Organização Mundial de Comércio (OMC) da condenação pela sobretaxa sobre o suco de laranja brasileiro.

"Economicamente falando não vai mudar nada, porque não vai gerar demanda", disse o executivo da maior processadora de suco do mundo.

Viacava reafirmou ainda a posição do presidente da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), Christian Lohbauer, que a grande demanda da indústria brasileira é o fim da tarifa de US$ 416 por tonelada de suco de laranja importado pelos Estados Unidos. "Essa eles não tiram, porque iria acabar com a laranja nos Estados Unidos, diante da competitividade da indústria brasileira", afirmou.

 

Tudo o que sabemos sobre:
sucolaranjaCarlos Viacavaomceua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.