‘Quem não cumprir promessa não receberá ajuda’, diz ministro da Alemanha

Philipp Rösler disse que a zona do euro só alcançará uma nova confiança na moeda única se as regras e regulamentos estiverem presos a uma resolução maior

AE, Agencia Estado

19 de agosto de 2012 | 11h41

FRANKFURT - O ministro da Economia da Alemanha, Philipp Rösler, disse que será negada ajuda financeira a países que não cumprirem promessas de austeridade. "Quem exerce uma política decisiva de reforma ganha a Solidariedade Europeia. Quem não seguir as regras e quebrar compromissos assumidos não pode esperar ajuda financeira", afirmou Rösler, que também é vice-chanceler da Alemanha, em uma entrevista à revista Der Spiegel antes de uma visita de líderes gregos à Berlim na próxima semana.

Segundo a revista, Rösler disse que a zona do euro só alcançará uma nova confiança na moeda única se as regras e regulamentos estiverem presos a uma resolução maior. A Europa e o euro não podem falhar por causa de pessoas que recusam reforma, acrescentou o ministro.

O ministro de Relações Exteriores da Grécia, Dimitris Avramopoulos, viajará a Berlim neste domingo para uma reunião com o ministro da Relações Exteriores, Guido Westerwelle, na segunda-feira, afirmou a revista.

Na próxima sexta-feira, o primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, se encontrará com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em Berlim. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaministroajudaausteridade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.