‘Queremos levar o Ibmec a outras cidades’, diz Vandyck Silveira

CEO do Grupo Ibmec Educacional conta na série‘Ser Empresário" desta semana que a companhia tem planos de chegar aoutras capitais e regiões metropolitanas

Yolanda Fordelone, do Economia & Negócios,

20 de junho de 2011 | 09h15

Há quase quatro meses no cargo de CEO (Chief Executive Officer), Vandyck Silveira assumiu a frente do Ibmec Educacional já com um grande desafio: fazer o faturamento da faculdade crescer 25% em 2011. Em 2010, a soma foi de R$ 170 milhões. Para isso, Silveira conta que pretende lançar o Ibmec em outras cidades – hoje ele está em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte – e expandir o número de cursos, sempre dando uma visão de negócios a diferentes áreas.

Na mira do grupo estão 15 cidades entre grandes capitais e regiões metropolitanas, mas não há prazos definidos. A expansão também passa pela Educação à Distância. "Hoje temos 2 mil alunos de EAD. Queremos chegar a 30 mil em cinco anos", afirma.

Parte 1 - Os anos no Ibmec foram o grande projeto na minhavida

Desde 1999 na empresa, ano em que começou como professor, e com um currículo que acumula uma passagem de quatro anos morando na Inglaterra e trabalhando em outra companhia de ensino, Silveira diz considerar o Ibmec seu grande projeto.

Parte 2 - Queremos investir na formação em engenhariaenergética


Da sua experiência no exterior, Silveira conta ter tirado alguns aprendizados. "O brasileiro é o empresário mais flexível em uma mesa de reunião, mas tem dificuldade em priorizar", diz, ao aconselhar que é melhor fazer poucas tarefas bem feitas do que executar várias incompletas.

Parte 3 - Não queremos ser reconhecidos comouma faculdade de varejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.