Rali de três dias faz ação da GE sair do vermelho em 2009

As ações da General Electric cruzaram a fronteira do território negativo para o positivo nesta quarta-feira, impulsionadas pelo terceiro dia seguido de ganhos. A recomendação da empresa foi melhorada por corretoras e as preocupações dos investidores sobre a divisão financeira do grupo caiu.

REUTERS

16 de setembro de 2009 | 15h18

As ações do maior conglomerado norte-americano disparavam quase 7 por cento às 14h38 (horário de Brasília), para 17,05 dólares. Mais cedo, o papel passou dos 16,77 dólares, a maior marca desde janeiro e quase três vezes acima da mínima de 5,87 dólares atingida em março.

Investidores afirmam que a valorização reflete confiança cada vez maior dos investidores na divisão financeira GE Capital e a expectativa de que os negócios do grupo vão começar a se beneficiar com o fim da recessão.

"As pessoas estão olhando para o copo com a perspectiva de que ele está meio cheio, em vez de meio vazio", disse Peter Klein, gerente sênior de fundos da Fifth Third Asset Management, nos EUA.

As ações da GE subiram cerca de 15 por cento ao longo do mês passado, superando a alta de dois por cento do índice Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASGEACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.