Ranking global vê produção de aço estagnada em junho

A produção mundial de aço bruto ficou praticamente estagnada em junho ante o mesmo mês do ano passado, com uma ligeira queda de 0,1% (ou 86 mil toneladas métricas), para 127,9 milhões de toneladas, de acordo com relatório divulgado na sexta-feira pela World Steel Association. Segundo a entidade, a produção de aço no Brasil caiu 8,5%, para 2,7 milhões de toneladas, levando a produção na América do Sul a recuar 8,8%, para 3,76 milhões de toneladas.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

20 de julho de 2012 | 12h54

No primeiro semestre, a produção na América do Sul caiu 3,5% em relação a igual período de 2011, enquanto a da América do Norte recuou 1,6% e a da Europa teve forte declínio de 4,6%.

China, o maior país produtor de aço do mundo, produziu 60,2 milhões de toneladas em junho, 0,6% mais que um ano antes.

No Japão, segundo no ranking mundial, produziu 9,2 milhões de toneladas no mês passado, representando acréscimo de 3,5%.

Na União Europeia, a produção tombou a uma taxa anual de 5,4% em junho, para 14,7 milhões, com quedas significativas na Alemanha, Itália e França.

Na América do Norte, a produção teve alta de 2,7% em junho, para 10,2 milhões de toneladas, com aumento generalizado nos Estados Unidos, México e Canadá.

A utilização da capacidade mundial de produção de aço em junho ficou em 80,4%, acima dos 79,7% de maio, mas 2,5 pontos porcentuais abaixo do nível de junho de 2011. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açoprodução globaljunho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.