RBS suspende plano para montar operação no Brasil, diz jornal

A decisão ocorre em meio a um terceiro trimestre negativo para o setor financeiro e a possíveis medidas de cortes de custo no próprio RBS

20 de outubro de 2011 | 16h56

O Royal Bank of Scotland (RBS) informou a funcionários que suspendeu os planos para montar uma unidade de banco de investimentos no Brasil, segundo informações do Wall Street Journal. A decisão ocorre em meio a um terceiro trimestre negativo para o setor financeiro e a possíveis medidas de cortes de custo no próprio RBS, entre elas demissões.

"Nós concluímos que não é prudente comprometer o investimento necessário para estabelecer com sucesso nossa presença no Brasil", disse um porta-voz do banco. "Nós continuaremos trabalhando de perto com nossos clientes, usando nossa capacidade offshore para ajudá-los a atingir seus objetivos finais" no país, acrescentou.

Segundo uma fonte próxima aos planos de expansão do RBS no Brasil, funcionários do banco teriam passado cerca de dois anos tentando obter a licença para operar aqui. O RBS, controlado pelo governo do Reino Unido, recebeu a licença em setembro, mas decidiu que não aumentará a presença no Brasil por causa do período turbulento para a economia.

As informações são da Dow Jones. (Gustavo Nicoletta)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.