Receita arrecada R$ 98,7 bi em abril, recorde para o mês

Resultado positivo aconteceu após 2 meses de quedas; aumento real foi de 0,07% sobre abril de 2012 

Adriana Fernandes e Renata Veríssimo, da Agência Estado,

21 de maio de 2013 | 10h49

A arrecadação de impostos e contribuições cobrados pela Receita Federal mostrou pequena recuperação e atingiu R$ 98,7 bilhões em abril. Essa alta aconteceu após dois meses de queda no resultados.

Trata-se de aumento real de 0,07% (com correção da inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA) em relação a igual mês do ano passado.

Sobre março deste ano, a arrecadação de abril apresentou crescimento de 23,31%.

Apesar do crescimento baixo, a arrecadação de abril é recorde para o mês. Superou o teto do intervalo das estimativas coletadas pelo AE Projeções. A estimativa variava entre R$ 82,4 bilhões e R$ 97,0 bilhões.

A arrecadação nos quatro primeiros meses do ano somou R$ 370,444 bilhões, com queda real de 0,34% em relação a igual período de 2012.

Desonerações

A perda de arrecadação de janeiro a abril deste ano em função das desonerações tributárias foi de R$ 6,668 bilhões em relação ao mesmo período do ano passado, segundo os dados da Receita Federal. O maior impacto foi da desoneração da folha de salários, que gerou uma renúncia fiscal adicional em relação a 2012 de R$ 2,8 bilhões.

A Receita Federal também destaca que a queda no pagamento dos tributos sobre o lucro no primeiro quadrimestre deste ano também ajuda a explicar a fraca arrecadação de 2013. O pagamento de IRPJ e da CSLL, com base no ajuste anual (calculado sobre o lucro de 2012), foi R$ 5,854 bilhões menor que no mesmo período do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Receitaarrecadaçãoabril

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.