Receita da francesa Peugeot cresce 10% no 1º trimestre

A fabricante de automóveis francesa Peugeot-Citroën informou que sua receita aumentou 10% no primeiro trimestre, para 15,41 bilhões de euros, em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi puxado pelo aumento da demanda. Segundo a Peugeot-Citroën, a receita da divisão de automóveis - a principal da montadora - avançou 6% nos primeiros três meses do ano, em relação ao mesmo intervalo do ano anterior, graças ao aumento das vendas de veículos de alto valor, ao efeito positivo do câmbio e a outros fatores que mais que compensaram o recuo de 2% nos preços. O volume de vendas aumentou 0,8%, em 921.400 veículos.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h55

A montadora afirmou que pretende retomar a emissão de dividendos neste ano, após interrupção de dois anos, em razão da crise econômica que afetou duramente a indústria. A companhia planeja pagar dividendo de 1,1 de euros por ação. A Peugeot-Citroën também prevê que o lucro operacional da sua divisão automotiva deverá ficar acima do nível observado em 2010, com uma contribuição de 1,1 bilhão de euros provenientes do plano, que está sendo implementado atualmente, para aumentar a rentabilidade mais do que compensando o impacto negativo do aumento dos preços das matérias-primas e outros insumos.

A Peugeot-Citroën espera que os problemas no fornecimento de componentes eletrônicos do Japão, que a forçou a reduzir a escala de produção em março, terão um impacto negativo de 150 milhões de euros em seu lucro operacional da divisão automobilística no primeiro semestre. O fluxo livre de caixa deverá ser positivo em 2011, após a companhia elevar os investimentos, totalizando 3 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
carromontadoraPeugeotCitroen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.