Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Receita da Peugeot sobe 10% no 1º tri, para € 15,41 bi

Segundo a Peugeot-Citroen, a receita da divisão de automóveis - a principal da montadora -, avançou 6% nos primeiros três meses do ano

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

20 de abril de 2011 | 09h59

A fabricante de automóveis francesa Peugeot-Citroen afirmou que sua receita aumentou 10% no primeiro trimestre, para € 15,41 bilhões, em relação ao mesmo período do ano passado, conduzida pelo aumento da demanda no ano fechado. Às 9h20 (de Brasília), as ações da montadora subiam 4,19% na Bolsa de Paris.

Segundo a Peugeot-Citroen, a receita da divisão de automóveis - a principal da montadora -, avançou 6% nos primeiros três meses do ano, em relação ao mesmo intervalo do ano anterior, graças ao aumento das vendas de veículo de alto valor, um efeito positivo do câmbio e outros fatores que mais que compensaram o declínio de 2% nos preços. O volume de vendas aumentou 0,8%, em 921.400 veículos.

A montadora afirmou que pretende retomar a emissão de dividendos neste ano após interrupção de dois anos em razão da crise econômicas que afetou duramente a indústria. A companhia planeja pagar dividendo de € 1,1 por ação.

A Peugeot-Citroen também prevê que o lucro operacional da sua divisão automotiva deverá ficar acima do nível observado em 2010, com uma contribuição de € 1,1 bilhão proveniente do plano, que está sendo implementado atualmente, para aumentar a rentabilidade mais do que compensando o impacto negativo do aumento dos preços das matérias-primas e outros insumos.

A montadora espera que os problemas no fornecimento de componentes eletrônicos do Japão, que a forçou a reduzir a escala de produção em março, terão um impacto negativo de € 150 milhões em seu lucro operacional da divisão automobilística no primeiro semestre.

O fluxo livre de caixa deverá ser positivo em 2011, após a companhia elevar os investimentos, totalizando € 3 bilhões. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Peugeot-Citroenautomóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.