Receita volta a combater pirataria em SP

Pelo menos 25 agentes da Receita Federal, da Secretaria da Fazenda e da Polícia Militar deram continuidade hoje à Operação Santa Efigênia Legal, de combate ao contrabando e à pirataria na região central de São Paulo. Os agentes estão fiscalizando lojas que vendem videogames, câmeras e filmadoras digitais. Todos os jogos piratas estão sendo recolhidos.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 12h53

Ontem, no primeiro dia da operação, foram apreendidos 98 notebooks, avaliados em R$ 150 mil, além de aparelhos de celular, GPS e MP4, de acordo com informações da polícia.

Os computadores recolhidos teriam sido recondicionados. Depois disso, eles entraram no País de forma irregular e passaram a ser vendidos como novos, mas sem nota fiscal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.