Recuo de estimativa de inflação em 2013 deve-se à redução da tarifa de energia

 Banco Central, no entanto, não divulgou os números da previsão do IPCA para 2013

Eduardo Cucolo e Célia Froufe, da Agência Estado,

27 de setembro de 2012 | 10h41

BRASÍLIA - O Banco Central afirmou que o recuo da projeção de inflação para 2013 deve-se, em grande parte, à redução estimada nas tarifas de energia elétrica, de acordo com o Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta quinta-feira. A estimativa não foi divulgada no documento.

A autoridade monetária disse ainda que, no cenário de referência, a elevação da projeção de inflação para 2012 reflete taxas maiores do que as contempladas nas projeções constantes no último relatório em meses recentes. Ainda segundo o BC, as trajetórias das projeções de inflação para este ano, no cenário de referência e no de mercado, são semelhantes, apesar de nesses cenários serem consideradas diferentes trajetórias para a taxa Selic. Isso ocorre, em parte, devido à defasagem no efeito de mudanças na taxa de juros sobre a inflação.

Já as trajetórias das projeções tendem a se afastar a partir do primeiro trimestre de 2013, mas esse movimento é amortecido, segundo o BC, pela apreciação cambial esperada para o início do horizonte de projeção no cenário de mercado. "Assim, as duas trajetórias se mantêm próximas por todo o horizonte de projeção", diz o BC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.