Recuo do petróleo contrabalança resultados e Wall Street sobe

As bolsas norte-americanas fecharamem alta de mais de 1 por cento nesta terça-feira, com os preçosdo petróleo em queda de mais de 3 dólares por barrilcontrabalançando uma série de resultados corporativos, como daAmerican Express e da fabricante do iPhone, a Apple. O índice Dow Jones teve alta de 1,18 por cento, a 11.602pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 1,35 por cento, a 1.277pontos. O Nasdaq avançou 1,07 por cento, a 2.303 pontos. O petróleo declinou 2,4 por cento em Nova York com a altado dólar, amenizando as preocupações sobre o impacto dos custosmais altos de energia no consumo e nos negócios. Papéis de consumo como Coca-Cola, Wal-Mart e companhiasaéreas --todas sensíveis a custos mais elevados docombustíveis-- ganharam com a queda dos preços do petróleo. Umíndice de ações de companhias aéreas subiu 22 por cento. A queda nos preços do petróleo dominou as atenções doinvestidores mesmo com diversas empresas grandesnorte-americanas reportando resultados refletindo o aperto doconsumo. Mesmo empresas mais dependentes de consumidores ricos,como a American Express, sofreram. As ações da empresa decartão de crédito, componente do Dow, mergulharam 7,1 porcento. "Novamente é a queda dos preços de energia que estáajudando o mercado. O mercado estava caindo um pouco depois dosresultados de ontem, e depois de pegou uma carona com a quedados preços do petróleo", Frank Husic, vice-presidente deinvestimento da Husic Capital Management. "Existe uma preocupação que o mundo todo irá se desacelerare com a desaceleração virão tempos piores para o petróleo".

KRISTINA COOKE, REUTERS

22 de julho de 2008 | 18h18

Mais conteúdo sobre:
WALLSTFECHAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.