Recuperação de pastagens e agricultura sustentável terão R$ 1 bi

O Ministério da Agricultura anunciounesta quarta-feira que pretende incentivar a produçãoagropecuária sustentável e a recuperação de pastagensdegradadas com uma linha especial de financiamento de 1 bilhãode reais. Trata-se do inédito programa de Produção Sustentável doAgronegócio (Produsa), que consta do Plano Safra 2008/09,anunciado nesta quarta-feira [ID:nN02359467]. O objetivo é inserir áreas mal utilizadas no processoprodutivo. O governo, no entanto, não informou a área quepoderá ser recuperada em 08/09. O Brasil teria um potencial, segundo informou recentementeo ministro Reinhold Stephanes, para destinação à agropecuáriade cerca de 70 milhões de hectares de áreas degradadas, 20milhões a mais do que a área atual destinada para grãos nopaís. Segundo o ministério, os recursos para a recuperação depastagens virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômicoe Social (BNDES), conforme havia antecipado o ministro no finalde junho. Essa linha de crédito terá o limite de 400 mil reais porcontrato, com juros de 5,75 por cento ao ano, inferior até aochamado juro controlado, de 6,75 por cento ao ano, que valepara a maior parte dos recursos do Plano Safra. O valor será liberado mediante projeto técnico apresentadopelo interessado. O financiamento poderá ser pago em até oito anos, com prazode três anos de carência. Parte dos recursos será aplicado na adoção de práticassustentáveis, como o sistema IntegraçãoLavoura-Pecuária-Silvicultura (ILPS), para a correção e manejode solos e projetos de adequação ambiental de propriedadesrurais, além da adoção de sistemas orgânicos de produçãoagropecuária. Essa linha do Produsa terá o limite de 300 mil de reais porbeneficiário, com juros de 6,75 por cento ao ano. Neste caso, oprazo para pagamento será de até 12 anos, com três anos decarência. (Por Roberto Samora)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.