Redes sociais dão oportunidade de negócio ao pequeno empreendedor

É o caso do Siga Seu Time, que funciona como espécie de broadcast de notícias de futebol

Hugo Passarelli, do Economia & Negócios,

24 de março de 2010 | 15h43

Além de um mercado promissor para a publicidade, as mídias sociais também podem servir de suporte para pequenos negócios. O Siga Seu Time, criado em 2008 por Miguel Galves, Patrice Lamiral, Rafael Nicioli Paes e Ken Fujioka, aposta nisso.

 

A ideia, como muito do que surge na internet, partiu de algo bastante simples: como receber as informações do meu time quando eu estou longe de uma televisão? A iniciativa começou pelo Twitter, com a narração em tempo real de jogos. A partir de 2009, o serviço foi agregando plataformas e hoje dá informações de 32 times via blogs, Twitter e Orkut e também por sms, MSN, Gtalk e RSS. "É uma plataforma de broadcast [serviço instantâneo de informações]", resume um dos sócios, Miguel Galves, que também é desenvolvedor de softwares.

 

Cada time possui três blogueiros, que não são remunerados. "O blogueiro que antes tinha 5 a 10 comentários, agora tem até 60 pessoas comentando em seus posts. Ele ganha em visibilidade", afirma Galves.

 

Atualmente, o serviço tem 120 mil assinantes, entre todas as plataformas. Para receber as informações de seu time, não é preciso pagar nada, basta se cadastrar.

 

Operação paga

 

O Siga Seu Time ganha dinheiro por meio da venda de pacotes sms (a preço fixo, com mensagens ilimitadas), links patrocinados (divulgados, por exemplo, nos Twitters de cada time) e com uma parceria com a NetShoes, empresa de artigos esportivos que tem um espaço no site para a venda de seus produtos.

 

O resultado de tudo isso, porém, ainda não se reverteu em lucro líquido. "Mas paga a operação", afirma Galves, que completa: "Nós monetizamos essa plataforma há pouco tempo e temos um custo muito baixo". Caso a empreitada continue se expandindo, eles não descartam viver só dos ganhos gerados por ela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.