Refinaria da Petrobras nos EUA apresenta problemas

A Pasadena Refining System,subsidiária da Petrobras nos EUA, relatou falha em umaunidade de recuperação de sulfa após parada não-programada,segundo relatório a um órgão regulador. A refinaria, localizada no Texas, tem capacidade para 117mil barris por dia, de acordo com relatório enviado àsautoridades estaduais. A companhia disse no relatório que "enquanto realizava umaparada não-programada na SUR (unidade de recuperação de sulfa),o gás ácido na instalação foi levado para outra unidade porprocedimento normal". "Durante esta paralisação muito ar foi usado, resultandoem uma opacidade maior do que o normal e emissões maiores doque o requerido de SO2 (dióxido de enxofre) para oincinerador", disse a empresa em relatório ao órgãofiscalizador do setor no Texas. O processo para remover a sulfa residual geralmente leva dedois a três dias, segundo infromou a Pasadena, acrescentandoque o evento ocorreu pouco depois do meio-dia de segunda-feira. "Uma vez identificado que muito fluxo de ar estava sendousado, as operações reduziram o fluxo de ar para minimizar asemissões de SO2 do incinerador", acrescentou o relatório. A Pasadena Refining é uma joint venture de 50 por cento daestatal brasileira com a Astra Holding USA, subsidiária dabelga Compagnie Nationale a Portefeuille. Procurada pela Reuters no Brasil, a Petrobras não soubeinformar imediatamente mais detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.