Reino Unido lança banco verde com 2 bilhões de libras

Lançamento faz parte de pacote de medidas do governo para destravar o investimento privado na infraestrutura de baixo carbono

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

24 de março de 2010 | 14h00

O ministro das Finanças do Reino Unido, Alistair Darling, confirmou a criação de um Banco de Investimento Verde de 2 bilhões de libras como uma peça central do pacote de medidas para destravar o investimento do setor privado na infraestrutura de baixo carbono, tais como usinas de energia nuclear e eólica.

 

Na sua apresentação anual do orçamento, Darling disse que o governo daria 1 bilhão de libras, proveniente do resultado da venda de ativos do governo, para a realização de novos investimentos pelo banco. O outro 1 bilhão de libras virá de investimentos privados. "Esses recursos vão desbloquear bilhões a mais de financiamento do setor privado", afirmou Darling ao Parlamento.

 

O lançamento do fundo é importante para as empresas de energia que operam no Reino Unido, onde serão necessários investimentos de cerca de 200 bilhões de libras dentro dos próximos 10 a 15 anos para substituir as antigas centrais nucleares e usinas de carvão pela geração de baixo carbono mais cara.

 

A crise financeira tornou mais difícil a obtenção de crédito para estes grandes e caros projetos e há preocupações de que o investimento não ocorrerá no prazo necessário.

 

O Reino Unido precisa cumprir também as metas impostas pela União Europeia para 2020 de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e aumentar significativamente a quantidade de energia renovável no mix de geração e não quer comprometer a segurança energética no processo.

 

O fundo centrará foco primeiramente nos investimentos em energia sustentável, na energia eólica offshore, em particular, afirmou Darling. A fim de fortalecer o desenvolvimento da energia eólica, o ministro anunciou 60 milhões de libras para desenvolver portos para acolher os fabricantes de turbinas de vento offshore.

 

"Isso vai ajudar o Reino Unido a garantir novos investimentos internos e criar milhares de postos de trabalho extras nestes setores", disse Darling. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.