Renault discute parceria com Daimler e outras montadoras

A Renault está em negociações com a concorrente alemã Daimler e outros parceiros que possam reduzir custos fixos e impulsionar os volumes à medida em que a indústria tenta se tornar mais eficiente enquanto se recupera da crise.

REUTERS

17 de dezembro de 2009 | 09h32

As discussões cobrem várias áreas de possível cooperação incluindo motores, transmissão e plataformas, afirmou vice-presidente de operações da Renault, Patrick Pelata, a jornalistas nesta quinta-feira.

"As montadoras estão em discussões umas com as outras. Há muitas no momento", disse Pelata. "Sim, estamos discutindo questões importantes com a Daimler."

Qualquer aliança procurará reduzir custos fixos e aumentar os volume, disse o executivo.

As receitas anuais devem cair entre 17 e 18 por cento contra 2007, segundo ele. Os custos fixos em 2009 devem ser 18 por cento menores do que em 2007, acrescentou, afirmando que os investimentos no ano devem ser 24 por cento menores comparados a 2007.

Pelata disse ver um uma queda total de 10 por cento no mercado automotivo europeu em 2010 numa comparação anual. Mas vê chance de crescimento no mercado russo, fortemente afetado pela crise, no segundo semestre do ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSRENAULTPARCERIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.