Renda pessoal nos EUA sobe 0,4%, enquanto gasto fica estável em abril

Norte-americanos pouparam US$ 398,5 bilhões em abril, o que elevou a taxa de poupança para 3,6%, de 3,1% em março

Cynthia Decloedt e Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de maio de 2010 | 09h36

Os consumidores norte-americanos pouparam uma parte maior de sua renda em abril, deixando os gastos estáveis naquele mês. Os gastos pessoais ficaram estáveis em abril depois da alta de 0,6% registrada em março. A renda pessoal subiu 0,4% em abril. Economistas consultados pela Dow Jones esperavam aumento de 0,1% nos gastos e de 0,4% na renda.

Os norte-americanos pouparam US$ 398,5 bilhões em abril, o que elevou a taxa de poupança para 3,6%, de 3,1% em março.

O Departamento do Comércio dos EUA revisou os dados de março para mostrar crescimento de 0,4% na renda pessoal, em vez do aumento de 0,3% informado anteriormente.

PCE

O núcleo do índice de preços para gastos com consumo pessoal (PCE), que exclui variações de preços de alimentos e bebidas, subiu 0,1% em abril em relação a março e avançou 1,2% na comparação com abril do ano passado. A variação mensal ficou em linha à previsão dos economistas.

O índice de preços PCE cheio ficou inalterado em abril em relação a março e subiu 2% em relação a abril do ano passado.

No último encontro de política monetária, as autoridades do Fed reduziram sua previsão para a inflação subjacente para entre +0,9% e +1,2% em 2010, de previsão anterior de entre +1,1% e +1,7%.

As informações são da Dow Jones.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.