Renova Energia emite até R$ 400 mi em notas comerciais

O Conselho de Administração da Renova Energia aprovou a primeira emissão de notas promissórias comerciais das centrais eólicas no valor total de R$ 400 milhões.

MARCELLE GUTIERREZ, Agencia Estado

14 de outubro de 2013 | 21h38

Segundo comunicado da Renova, enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite desta segunda-feira, 14, os recursos serão destinados "para implementação dos parques eólicos dos leilões LER 2010 e A-3 2011".

Cada central eólica terá, individualmente, valor unitário e quantidade de notas emitidas.

Para a central Ametista, o valor da emissão será de R$ 43 milhões; da Borgo, de R$ 31 milhões; Caetité, de R$ 50 milhões; Prata, de R$ 14 milhões; Araçás, de R$ 16 milhões; Dourados, de até R$ 40 milhões; Epigão e Maron, de R$ 21 milhões, cada; Morrão, de R$ 25 milhões; Pelourinho, de R$ 38 milhões; Pilões, de até R$ 16 milhões; Seraíma, de R$ 33 milhões; Tanque, de R$ 19 milhões; e Ventos do Nordeste, de R$ 12 milhões.

A remuneração será de 100% da taxa DI, mais um spread de 0,98% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Renova Energia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.