Repsol planeja vender 20% da YPF na Argentina por US$ 3 bilhões

A petroleira espanhola é dona de cerca de 84% da YPF

Álvaro Campos, da Agêncai Estado,

19 de maio de 2010 | 16h14

A petroleira espanhola Repsol YPF espera arrecadar cerca de US$ 3 bilhões com a venda de uma participação de 20% na sua unidade local na Argentina, a YPF SA, confirmou um representante da YPF nesta quarta-feira. A Repsol revisou seus planos de reduzir suas posições na Argentina.

A Repsol pode vender as ações a partir de julho, listando três quartos delas na Bolsa de Nova York e o restante na Bolsa de Buenos Aires, disse o presidente da YPF, Sebastian Eskenazi, em uma entrevista para a Bloomberg News, em Nova York. "Os mercados devem melhorar em dois ou três meses", disse o executivo. "Há muito interesse na YPF".

A Repsol é dona de cerca de 84% da YPF. Outros 15,4% são controlados pelo Grupo Petersen, gerenciado pela família Eskenazi, enquanto menos de 0,5% das ações da YPF são negociadas em mercado. Em 2007, a Repsol vendeu uma participação de 14,9% na sua unidade argentina para o Grupo Petersen, por quase US$ 2,2 bilhões. O acordo incluiu uma opção que permitia que o Petersen aumentasse sua participação para até 25%. A YPF lidera a produção de petróleo e gás na Argentina. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
RepsolArgentinapetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.