Repsol venderá 3,3% da YPF na Argentina por U$ 500 mi

A espanhola Repsol chegou a um acordo para vender 3,3% de sua unidade argentina YPF por US$ 500 milhões e também acertou uma opção de compra de 1,6% adicional. A companhia vem agindo para reduzir sua exposição à Argentina.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

23 de dezembro de 2010 | 11h09

A Repsol disse que os fundos de investimento administrados pelas empresas norte-americanas Eton Park Capital Management, Capital Guardian Trust Company e Capital International vão comprar as ações da YPF e terão o direito de exercer a opção de compra adicional. Cada ação será comprada por US$ 39.

Se os dois acordos forem concluídos, a Repsol irá diluir sua fatia na YPF para 80%. Anteriormente, a companhia havia afirmado que queria reduzir esse total para pouco mais de 50%, já que visa obter novos recursos para financiar operações promissoras de petróleo e gás no Brasil e no oeste da África. O argentino Grupo Petersen, segundo maior acionista da YPF, planeja aumentar sua participação para cerca de 25% antes do fim deste ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RepsolYPFvendaArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.