Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

Reserva de ações da Eletrobras com FGTS termina ao meio-dia de amanhã; saiba como proceder

Trabalhador com interesse em comprar os papéis no processo de privatização da companhia do setor elétrico precisa entrar em contato banco para fazer a operação

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2022 | 12h05

O trabalhador que tiver interesse em utilizar até metade do saldo de seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) tem até o meio-dia desta quarta-feira, 8, para fazer a reserva das ações da Eletrobras que deseja comprar.  Não poderá ser utilizado mais de 50% do saldo, e o investimento mínimo é de R$ 200

A compra não é feita diretamente, mas por meio de fundos que já foram lançados por bancos e corretoras, que comprarão exclusivamente ações da Eletrobras na oferta que culminará na privatização da estatal. Ao todo são mais de 20 instituições financeiras com fundos disponíveis para investimento nessa transação.

Com uma demanda elevada e com as corretoras e bancos querendo atrair esses recursos, a concorrência já tem levado a uma queda das taxas de administração. Algumas taxas cobradas, que estavam acima de 1%, estão sofrendo grande corte, chegando a 0,15% em alguns casos. 

Conforme especialistas, os investidores devem buscar as menores taxas para realizar o investimento, o que é importante para garantir melhor rentabilidade. Cabe lembrar que não se trata de um investimento em renda fixa, mas de renda variável, que embute mais riscos de perda do capital.

O trabalhador que decidir pelo investimento, atraído pela possibilidade de ganhar mais do que os 3% ao ano proporcionados pelo FGTS, terá de entrar no app do Fundo, disponibilizado pela Caixa, e liberar uma instituição financeira para o investimento.

Depois disso, basta entrar em contato com o banco e fazer a reserva (esse processo pode ser feito por meio de sites e aplicativos). O investimento em si estará na carteira do cliente na próxima semana, mas a definição do preço da ação na oferta já será nesta quinta-feira, dia 9.

Tem dúvidas sobre o tema. Veja algumas perguntas e respostas aqui:  

Qual é o tempo mínimo do investimento?

O investimento tem período mínimo de 12 meses. Ou seja, quem comprar ações da Eletrobras com o FGTS precisará esperar um ano para vendê-las. Mesmo após esse prazo, o dinheiro não poderá ser transferido para a conta corrente do trabalhador. O saldo voltará para a conta do FGTS, estando sujeito às regras tradicionais, como o saque em caso de demissão e o uso em financiamento de imóveis — ou ainda em saques extraordinários permitidos pelo governo federal.

Mas se eu for demitido?

Se o trabalhador que utilizou o FGTS for demitido ele poderá movimentar o dinheiro investido no fundo antes do período de carência em alguns casos: demissão, em caso de aposentadoria, falecimento, uso na moradia, passar por três anos sem registro em carteira, doenças graves, ter 70 anos ou mais ou uma situação de calamidade pública.

Qual é o risco do investimento?

A rentabilidade das ações, que serão compradas por fundos chamados de Fundos Mútuos de Privatização ligados ao FGTS (FMP-FGTS), está sujeita à valorização na Bolsa. Ou seja, não é um investimento de renda fixa como o FGTS, que rende 3% ao ano + TR - um rendimento, hoje, bem abaixo da inflação. Trata-se de uma aplicação de renda variável, algo que embute riscos. Com isso, quem decidir vender o fundo quando as ações estiverem em baixa pode perder dinheiro com a aplicação. Na visão de analistas, o potencial de valorização dos papéis da empresa é mais alto do que a rentabilidade fixa do FGTS — desde que a venda seja efetuada em período de alta no preço das ações da companhia. Analistas salientam que o investidor precisa entender os riscos com a compra das ações e que os ganhos, assim, não são certos.

Qual o preço de cada ação na oferta?

O preço de cada ação na oferta será definido apenas no dia 9 de junho. Hoje, a ação da estatal está em cerca de R$ 42 na Bolsa brasileira, mas isso não significa que ela será vendida a esse valor. O preço é definido após negociações entre a empresa, bancos e investidores institucionais, que são os fundos de investimento. Isso significa que a pessoa física fica de fora desse processo de discussão de preço.

Qual é o período de reserva das ações da Eletrobras?

O período de reserva para a compra de ações da Eletrobras com o FGTS vai do dia 3 ao meio dia de 8 de junho. O prospecto da oferta da Eletrobras define que no máximo R$ 6 bilhões vindos do FGTS poderão ser utilizados na oferta, mas bancos que assessoram a transação acreditam que o valor chegará em cerca de R$ 5 bilhões.

Como faço para investir em Eletrobras com o FGTS?

Cada banco e corretora tem uma página de cadastro de interessados em fazer a reserva. Com isso, é preciso se cadastrar na sua instituição financeira para garantir a compra das ações com o saldo do FGTS. No aplicativo para celular do FGTS, o trabalhador pode escolher uma instituição financeira para gerir o investimento.

Tenho dinheiro do FGTS investido em Vale e Petrobras. Posso trocar?

Sim, o trabalhador que investiu no passado parte do seu saldo em ações da Vale ou Petrobras poderá migrar para ações da Eletrobras, desde que respeitando um limite de 50% do total. Não é possível, contudo, utilizar recurso do saldo e também fazer essa migração para comprar as ações. Ou seja: só vale um ou outro. Quem for fazer a migração tem até o dia 6 para preencher o termo de adesão disponibilizado pelas instituições financeiras.

Quem não possui dinheiro na conta do Fundo de Garantia pode participar?

Pode. O investidor pessoa física que não possui recursos no Fundo de Garantia também poderá comprar ações, algo esperado que atinja cerca de R$ 3 bilhões do total da oferta, ou 10%.

Qual é o limite para investimento em Eletrobras como pessoa física?

Os investidores (pessoas físicas) que comprarem ações diretamente, ou seja, sem o uso do FGTS, terão valor mínimo de R$ 1 mil, com teto de R$ 1 milhão. 

Já houve ofertas de ações em que o uso do FGTS foi liberado?

Sim. No passado, pessoas físicas puderam utilizar o dinheiro para comprar ações da Vale e Petrobras.

Por que essa oferta está sendo feita?

A oferta culminará na privatização da Eletrobras, hoje uma estatal. Após a realização da oferta, a participação da União da empresa do setor elétrico cairá para abaixo de 50%, o que significa que o governo federal deixará de controlar a empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.