Reservas internacionais chinesas são excessivas, diz chefe do BC

As reservas internacionais do país cresceram em US$ 200 bilhões no primeiro trimestre, ultrapassando os US$ 3 trilhões

Reuters,

19 de abril de 2011 | 07h57

As elevadas reservas internacionais da China, as maiores do mundo, são excessivas e o governo precisa diversificar o investimento usando as reservas, disse o presidente do Banco Central do país, Zhou Xiaochuan.

As reservas internacionais do país cresceram em US$ 200 bilhões no primeiro trimestre, ultrapassando os US$ 3 trilhões.

"As reservas excederam a demanda de nosso país e tanto acúmulo causou liquidez excessiva nos nossos mercados", disse ele ao periódico oficial Shanghai Securities.

"O Conselho Estatal pediu uma redução no acúmulo excessivo e uma boa administração dos recursos acumulados", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
reservasChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.