Resultado da AIG e temor de recessão derrubam Wall Street

As bolsas norte-americanas fecharam emforte queda nesta sexta-feira à medida que uma nova rodada defracos dados econômicos elevaram os temores de uma recessão eum prejuízo recorde da seguradora AIG aumentou as preocupaçõescom mais baixas contábeis no setor financeiro. O principal índice caiu mais de 2 por cento e fechou o mêsno vermelho pela quarta vez consecutiva. Marcando a maior sériede quedas mensais do Dow e do S&P desde 2002. O índice Dow Jones teve baixa de 2,51 por cento, a 12.266pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 2,71 por cento, a 1.330pontos. O Nasdaq retrocedeu 2,58 por cento, a 2.271 pontos. A ansiedade com a economia aumentou após um relatórioapontar que as condições dos negócios no Meio-Oeste estão nopior nível em mais de seis anos e uma pesquisa separada dizerque a confiança do consumidor caiu para o menor patamar desde1992. Péssimos resultados trimestrais do American InternationalGroup levou as ações da companhias de serviços financeiros acaírem após a maior seguradora do mundo reportar um prejuízo de5,3 bilhões de dólares com as perdas relacionadas às baixascontábeis com o setor imobiliário. "A AIG deu o tom do dia, e então, todo mundo a seguiu. Euacho que as pessoas estão mais preocupadas com a crisefinanceira. Este parece ser o principal temor entre todos ospontos negativos", disse Adam Tracy, diretor de operações daThomas Weisel Partners em São Francisco.

CAROLINE VALETKEVITCH, REUTERS

29 de fevereiro de 2008 | 19h12

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.