Resultado do Bradesco se mostrou promissor, diz Trabuco

O resultado do Bradesco, primeiro grande banco a abrir os números do primeiro trimestre, foi promissor e se mostrou favorável, de acordo com o presidente executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, em análise publicada no site da instituição. "Acreditamos que o trimestre se mostrou favorável ao exercício pleno da nossa capacidade de capturar as oportunidades oferecidas pela ativação da economia brasileira", destacou ele, no documento.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 10h13

O Bradesco anunciou lucro líquido contábil de R$ 2,919 bilhões, cifra 4,5% maior do que de janeiro a março de 2012, de R$ 2,793 bilhões. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior teve leve expansão de 0,9%.

O Bradesco, conforme seu presidente, buscou ampliar a base de negócios nos três primeiros meses deste ano, com a expansão da carteira de clientes e, adicionalmente, aprofundar sua presença em produtos e serviços como empréstimos, cartões de crédito e seguros.

A carteira de crédito expandida do banco, que inclui avais e fianças, encerrou março em R$ 391,682 bilhões, aumento de 1,6% em relação ao quarto trimestre do ano passado. Na comparação com o mesmo período de 2012 houve alta de 11,6%. "Procuramos direcionar um esforço no atendimento de pessoas jurídicas de porte médio e pequeno, com o lançamento de um novo conceito de atendimento", acrescentou Trabuco.

A carteira de crédito de micro, pequenas e médias empresas somou R$ 117,0 bilhões no primeiro trimestre de 2013, aumento de 1,47% ante o quarto trimestre de 2012. Em relação ao mesmo intervalo do ano passado a alta foi de 9,65%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bradescobalanço1º trimestreTrabuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.