Resultado fiscal de abril elevará primário a R$ 60 bi, diz Mantega

De acordo com ministro da Fazenda, valor representa a metade da meta fiscal para 2011, que é de R$ 117 bilhões

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado,

27 de maio de 2011 | 14h11

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse há pouco que o resultado fiscal do setor público consolidado, que o Banco Central divulgará no começo da próxima semana, elevará o superávit primário no acumulado do ano para algo em torno de R$ 60 bilhões. De acordo com ele, isso representa a metade da meta fiscal para 2011, que é de R$ 117 bilhões.

Ainda segundo Mantega, de janeiro a março, o superávit do setor público consolidado já havia somado quase R$ 40 bilhões. "Estamos fortalecendo o fiscal do País e reduzindo as demandas do Estado", disse o ministro durante palestra em almoço organizado pela Câmara de Comércio Brasil-França, hoje, em São Paulo.

Mantega afirmou que neste ano o superávit primário deverá fechar em torno de 3% do PIB. Ele também reiterou que para os próximos anos o déficit nominal tende a zero.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegasuperávit

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.