Revisão para baixo de ações do Citigroup derruba mercado nos EUA

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em queda nesta segunda-feira, após umacorretora ter revisado para baixo a recomendação para as açõesdo Citigroup, o que aumentou preocupações de que mais perdaspor conta do mercado imobiliário de alto risco possam surgir. O índice Dow Jones recuou 1,66 por cento, para 12.958pontos; o Standard & Poor's 500 cedeu 1,75 por cento, para1.433 pontos; e o termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 1,66 porcento, a 2.593 pontos. O Goldman Sachs deu o tom da sessão ao recomendar ainvestidores que vendessem ações do Citigroup, afirmando que obanco pode ter uma baixa contábil de 15 bilhões de dólares porperdas com hipotecas. A maior resseguradora do mundo, a Swiss Re, também trouxepreocupações de que perdas com a crise global do crédito possamter sido amplas, após ter anunciado 1,07 bilhão de dólares embaixas contábeis. "Todo mundo está esperando que haverá mais encargos ebaixas contábeis", disse Sam Rahman, gerente de contas doBaring Asset Management, em Boston. "Mas a redução do Goldmanna recomendação do Citigroup pegou o mercado de surpresa",complementou. As ações do Citigroup caíram 5,9 por cento, para 32dólares, enquanto os papéis do Bank of America desvalorizaram3,5 por cento, para 42,82.

KRISTINA COOKE, REUTERS

19 de novembro de 2007 | 20h10

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.