Rio quer emitir títulos para financiar Jogos de 2016, diz fonte

Batizados de bônus olímpicos, papéis seriam emitidos ainda este ano, mas dependem de acerto com o governo federal

Reuters,

24 de janeiro de 2011 | 20h00

A prefeitura do Rio de Janeiro pretende emitir títulos no mercado internacional para financiar parte das obras dos Jogos Olímpicos de 2016, disse à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto nesta segunda-feira.

A emissão dos papéis, batizados de bônus olímpicos, aconteceria ainda este ano e dependeria de um acerto com o Governo Federal, que teria que avalizar a emissão dos papéis.

"É uma proposta que está no campo da ideia, é algo pensado pelo prefeito e que será levado à presidente Dilma (Rousseff)", afirmou uma pessoa próxima ao prefeito Eduardo Paes. A previsão é que Paes e Dilma tenham um encontro para discutir o assunto no mês em que vem em Brasília.

A ideia inicial do prefeito é levantar no mercado ao menos US$ 500 milhões, mas dependendo da aceitação, a emissão poderia ser maior ou reeditada. "Estamos aguardando o andamento dessas negociações para fazer a engenharia financeira da operação", disse a fonte da Secretaria Municipal de Fazenda do Rio.

De acordo com a Secretaria Especial criada para os Jogos de 2016, a Olimpíada terá um custo estimado de R$ 28 bilhões, sendo que R$ 23 bilhões serão desembolsados pelas três esferas de governo: federal, estadual e municipal. Os outros R$ 5 bilhões serão empenhados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para a organização do evento e logística de transporte de atletas e equipamentos. O orçamento não inclui gastos com a segurança da competição.

Os recursos que seriam levantados no mercado poderiam ajudar o município na realização de obras de infraestrutura.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.