Rioforte, do Grupo Espírito Santo, prepara pedido de proteção contra credores

A Rioforte, empresa holding do problemático clã português Espírito Santo, está se preparando para entrar com pedido de proteção contra credores, disseram fontes familiarizadas com o assunto nesta terça-feira, horas antes da Rioforte ter que pagar mais de 1 bilhão de dólares em dívida para a Portugal Telecom.

REUTERS

15 de julho de 2014 | 11h09

O pedido será feito na Justiça de Luxemburgo, onde a Rioforte está registrada, disse uma fonte próxima ao processo, acrescentando que ele tem como objetivo prevenir a insolvência que levaria a uma venda incontrolável de ativos a qualquer preço.

A Rioforte não quis comentar.

As fontes não quiseram comentar como o pedido poderia impactar o prazo desta terça-feira estipulado para o pagamento de 847 milhões de euros para a Portugal Telecom, referente a notas promissórias da Rioforte.

As fontes disseram que negociações entre Rioforte e a Portugal Telecom ainda estavam ocorrendo.

(Por Sergio Gonçalves)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASRIOFORTEPROTECAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.