Rodrigues: não há esperanças de acordos internacionais em 2004

Pirassununga, 15 - O ministro Roberto Rodrigues, da Agricultura, disse hoje, em uma palestra para um grupo de estudantes da Universidade de São Paulo (USP), em Pirassununga, que não há mais esperanças de serem fechados, em 2004, acordos internacionais no âmbito da Área de Livre Comércio das Américas e entre União Européia e Mercosul. Os motivos, segundo Rodrigues, são as eleições presidenciais nos Estados Unidos, em novembro, e a troca dos negociadores internacionais na União Européia, em 31 de outubro. "Acredito que essas negociações serão postergadas por mais um ou dois anos. É essencial, portanto, que façamos promoções comerciais ou acordos bilaterais para ampliarmos o comércio internacional", disse o ministro. Ele considerou ainda que acordos junto à Organização Mundial do Comércio (OMC) só acontecerão em um longo prazo e classificou o momento como crucial para o agricultor brasileiro, graças ao cenário de preços baixos para o produtor, safras grandes no hemisfério norte e custos de produção elevados. "Peço ao agricultor que tome cuidado para não se endividar de um modo que não possa pagar com a produção", concluiu Rodrigues.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.