Rodrigues pedirá a Lula solução para o plantio de transgênicos

Brasília, 16 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse que, diante do adiamento da votação do projeto de lei de biossegurança para o dia 5 de outubro, irá discutir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva o problema do plantio da soja transgênica. "Vou apresentar ao presidente o problema e ver como ele quer que resolva", afirmou o ministro após participar de almoço no Itamaraty com o primeiro ministro japonês, Junichiro Koizumi. Sobre o adiamento da votação do projeto, Rodrigues comentou: "É uma pena, vamos rediscutir o assunto. Agora a proposta só poderá ser votada após as eleições. Isso traz um atraso." O ministro explicou que o adiamento na votação do projeto provocará atraso na liberação do crédito, mas não do plantio. Segundo ele, "o problema é que os créditos do Banco do Brasil não poderão ser liberados até o dia 15. Para a liberação do crédito é que fica tarde", disse. Sobre o alerta do presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul, Carlos Sperotto, de que a soja transgênica será plantada mesmo que não haja medida provisória, o ministro respondeu que ainda mantém a expectativa de que a situação se resolva. "Ainda estou animado com a possibilidade de acertar as coisas legalmente", disse.

Agencia Estado,

16 de setembro de 2004 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.