Rodrigues: produção de álcool na Ásia gera oportunidade ao Brasil

Rio, 8 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, informou que na segunda-feira da semana passada participou na Tailândia de reunião em que 14 países da Ásia decidiram produzir etanol em vez de açúcar. "Isso abre três possibilidades para o Brasil", disse. Uma delas é exportar tecnologia para a produção de etanol; outra é exportar o álcool enquanto a produção na Ásia não se desenvolve; e a terceira é exportar açúcar suprindo o mercado com a queda de produção nestes países. De acordo com Rodrigues, a exportação de etanol tem um "potencial inestimável" e a cana-de-açúcar em qualquer caso "ganha uma dimensão importante". Rodrigues citou que no Japão existe autorização para misturar 3% de álcool na gasolina, que equivale naquele país a 1,5 bilhão de litros de álcool. Esta quantidade corresponde a 10% da produção brasileira, e aqui no Brasil a mistura de álcool é 25% da gasolina distribuída nos postos. Rodrigues considera que pela necessidade mundial de redução de emissões poluentes existe muito espaço para crescimento da mistura do álcool na gasolina. Ele citou especificamente o mercado asiático neste caso. Rodrigues fez as declarações em entrevista após sua apresentação no Biofach America Latina 2004, evento que está sendo realizado no Hotel Glória.

Agencia Estado,

08 de setembro de 2004 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.