Russas anunciam fusão para criar gigante de potássio

As produtoras russas de fertilizantes de potássio Uralkali e Silvinit anunciaram hoje a tão aguardada fusão, que criará uma empresa com capitalização de mercado de quase US$ 24 bilhões. A Uralkali informou que está adquirindo uma fatia de 20% na Silvinit por US$ 1,4 bilhão, que é cerca de 15% abaixo do valor da ação no fechamento de sexta-feira. O restante será comprado por meio da emissão de novas ações.

GABRIELA MELLO, Agencia Estado

20 de dezembro de 2010 | 13h12

A nova companhia, que assumirá o segundo lugar no ranking das maiores fabricantes de potássio do mundo - atrás somente da canadense Potash - avaliará "com grande interesse" as atividades de fusão e aquisição no mercado global de fertilizantes, mas por enquanto "se limitará à observação apenas", disse o presidente e diretor-geral da Uralkali, Pavel Grachyov. "Nós não recebemos e não estamos considerando nenhum tipo de oferta para comprar ativos no setor, já que estamos nos concentrando no atual acordo", disse Grachyov.

A Uralkali considerou desafiar a oferta BHP Billiton pela Potash, mas decidiu não fazê-lo. Mais tarde, o governo canadense bloqueou a proposta de aquisição no valor de US$ 39 bilhões feita pela mineradora australiana.

A Uralkali e a Silvinit, cujos conselhos aprovaram a fusão, entrarão com um pedido de liberação do acordo no conselho antitruste do país até o final da semana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
fertilizantespotássiofusãoRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.