Rússia investiga Google sobre possíveis violações

As autoridades da Rússia iniciaram uma investigação sobre possíveis violações tributárias e de privacidade da filial russa do Google. As redes sociais Facebook e o Twitter devem ser investigadas em seguida, de acordo com o presidente do Comitê de Política da Informação do Conselho da Federação (câmara-alta do Parlamento russo) Ruslan Gattarov.

AE, Agencia Estado

25 de julho de 2013 | 11h53

Alguns políticos do país têm acusado redes sociais estrangeiras de uma série de violações em meio a protestos em massa nos últimos 18 meses, que dependem dessas mídias para coordenação, em Moscou e outras cidades. Pedidos para cercear a internet têm crescido, apesar das garantias do governo de que não há planos para censurar a rede.

Gattarov disse que o Conselho da Federação iniciou uma investigação sobre o Google e as autoridades tributárias buscam descobrir se a companhia evitou impostos russos. Ele não especificou uma quantia. O vice-presidente do Google para o sul e leste da Europa, Oriente Médio e África, Carlo d''Asaro Biondo, no cargo desde setembro de 2009, foi à capital russa responder às perguntas de Gattarov numa reunião. Biondo disse que a empresa quer continuar as operações na Rússia e que respeita as leis do país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaGoogle

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.